Notícias do Litoral do Paraná

Brasil vence por 3 a 0 sobre a Bolívia em estreia na Copa América

     A seleção brasileira na Copa América não será mais o time de Neymar, mas deve ser agora o de Philippe Coutinho. O jogador do Barcelona assumiu a responsabilidade, fez dois gols e comandou a vitória da equipe sobre a fraca Bolívia por 3 a 0 nesta sexta-feira à noite, na partida de abertura da competição, no estádio do Morumbi.

Mesmo sem ser brilhante, o Brasil começa a campanha com resultado positivo e um personagem disposto a ser o novo protagonista. O meia ajudou a salvar uma atuação pouco convincente. Cortado por lesão, Neymar fez falta e pela criatividade e capacidade de atrair vários marcadores. A Bolívia conseguiu segurar a pressão pelo primeiro tempo e, apesar da total incompetência para levar perigo, mostra o quanto a seleção brasileira precisa melhorar e mostrar mais intensidade. Se jogar em casa já foi para o Brasil uma vantagem e em outros momentos, como na Copa de 2014, causa de nervosismo, na estreia na Copa América ser mandante pareceu um fator neutro. O estádio do Morumbi se coloriu de camisas amarelas e estava quase lotado, mas sem traduzir isso em pressão. O ambiente foi muito silencioso durante maior parte do jogo. Dos assentos era possível ouvir o barulho das divididas e dos gritos dos jogadores dentro de campo. O comportamento frio do público ficou à altura do futebol ruim da seleção brasileira no primeiro tempo. Vestida de branco, a equipe cruzou mais de 20 vezes a bola na área, por falta de alternativas melhores. O armador Philippe Coutinho errou muito, os pontas tentavam resolver sozinhos e bola girava ao redor da defesa boliviana sem rumo. Do campo não veio o incentivo para a torcida se inflamar. A torcida só se manifestou no começo da partida ou por gritos homofóbicos contra o goleiro Lampe ou quando o árbitro encerrou o primeiro tempo. As fortes vaias pontuaram o quanto a seleção brasileira estava abaixo do esperado. Foram pouquíssimas finalizações perigosas de um time nada empolgante. A dificuldade em atacar era esperada, até pela forte marcação boliviana, porém não demonstrar intensidade e vibração capazes de ao menos movimentar a partida foram falhas graves. A presença de dois volantes (Casemiro e Fernandinho) se mostrou uma cautela excessiva contra um adversário sem ambição de atacar. Os erros do Brasil acabaram corrigidos no segundo tempo graças ao árbitro de vídeo. Antes da etapa final virar um drama pela falta de gols, a tecnologia assinalou um toque de mão de Jusino na área, aos 4 minutos. O lance havia passado despercebido pelo árbitro Nestor Pitana. Coutinho pegou a bola e bateu no canto direito do goleiro para fazer 1 a 0. Abrir o placar foi a senha para a retranca boliviana desmoronar e a vitória se consolidar.

 
 

Desvio para construção de nova trincheira na BR-277 terá ...

     A partir das 10h desta sexta-feira (20), um trecho de 150 metros da BR-277, na altura do km 72,5, sentido ...

Geral

Vereadores de Matinhos reprovam reajuste do IPTU para 2020

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta (18), foi reprovado por unanimidade o projeto de lei 025/2019 que ...

Política

Tribunal Superior Eleitoral decide que candidaturas ...

           O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na noite desta terça-feira (17) que a presença de candidaturas ...

Geral

Apreensão de 270 pedras de crack em Guaratuba, menores de ...

    A Polícia Militar apreendeu 270 pedras de crack no bairro Coroados, em Guaratuba. A apreensão ocorreu durante uma ...

Policial

Devido a neblina Casal fica ferido após colisão contra ...

       Um casal, de 77 e 57 anos, ficou ferido após se envolver em um acidente, na manhã desta segunda-feira (16), na ...

Geral

Morre em São Paulo o cantor português Roberto Leal aos 67 ...

    O cantor português Roberto Leal morreu na madrugada deste domingo (15), em São Paulo, aos 67 anos. A informação ...

Geral


 

 

 

 


 

 

 

 

Previsão do Tempo

 

booked.net