Notícias do Litoral do Paraná

Vacina contra o sarampo consta no Programa Nacional de Imunização

     Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), a cobertura vacinal contra o sarampo no litoral do Paraná foi de 56,49% em 2018, enquanto o indicado pelo Ministério da Saúde é 95%.

Por enquanto, não há campanha de vacinação prevista como ocorre no Estado de São Paulo, que vem registrando casos da doença. A Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) está disponível durante todo o ano nas unidades de saúde, já que consta no Programa Nacional de imunização. O início da notificação compulsória da doença no Brasil foi em 1968. No mesmo ano, a vacina passou a ser disponibilizada na rede pública de saúde. O grande surto no Paraná foi em 1998, com 873 casos confirmados e um óbito. O último caso de sarampo confirmado no Paraná foi em 1999, em São José dos Pinhais. 

DOENÇA DE FÁCIL TRANSMISSÃO

O contágio é muito maior que o da gripe, sendo que um indivíduo pode transmitir a doença para até 10 pessoas. “É uma doença altamente contagiosa, viral, de fácil transmissão pelo ar através da fala, da tosse, do espirro, com uma facilidade muito grande. A doença provoca febre alta no início, coriza, congestão e conjuntivite. Depois de três a quatro dias começam a aparecer manchas vermelhas no corpo”, disse o coordenador da Divisão de Doenças Transmissíveis da Sesa, Renato Lopes. O Brasil perdeu o certificado de área livre de sarampo após identificar mais de 10 mil casos em 2018. Segundo o Ministério da Saúde, sete Estados têm maior gravidade, entre eles Rio de Janeiro e São Paulo, sendo que este lidera o ranking com 633 casos. ORIENTAÇÃO A PROFISSIONAIS DE SAÚDE A Sesa tem realizado reuniões com profissionais das 22 Regionais de Saúde do Estado para esclarecer sobre as medidas preventivas e o diagnóstico precoce do sarampo. “O Governo do Paraná está em alerta, reforçando as orientações para que os profissionais das nossas unidades estejam atentos e mantenham a agilidade necessária diante de possíveis casos. Nossa ação neste momento é de prevenção”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Ela ainda esclareceu que hoje o Paraná não tem casos confirmados de sarampo, mas a doença é altamente contagiosa. “Sabemos que cinco pessoas com suspeita da doença, vindas de São Paulo, passaram pelo nosso Estado; então temos que discutir estratégias de prevenção e reforçar as informações junto às reas técnicas”, explicou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Sesa, Maria Goretti David Lopes.

Vacinação preventiva contra Sarampo começa hoje em todo o ...

A partir desta quinta-feira (22), as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo ...

Geral

Carro Clonado é Capturado Pela Polícia Militar em Guaratuba

      Na tarde desta segunda (19) após denuncia da Sec. de Segurança Pública de Guaratuba, os PM's abordaram um ...

Policial

Vereador Zé da Ecler tem mandato cassado após sessão que ...

Mesmo já tendo seu mandato extinto por ter faltado consecutivamente em 6 sessões extraordinárias conforme Decreto ...

Política

Mulher de vítima de sequestro em ônibus na Ponte ...

   A mulher de uma das vítimas que está dentro do ônibus que foi sequestrado e está parado na Ponte Rio-Niterói, na ...

Geral

Câmara de Matinhos decreta extinção do mandato do vereador ...

A Câmara Municipal de Matinhos, por meio da Mesa Diretiva, decretou, nesta segunda-feira (19), a extinção do mandato ...

Política

Em 2019 Justiça realiza 3.º júri popular de feminicídio em ...

       Os júris populares de crimes de feminicídio têm sido mais frequentes em Paranaguá. Somente neste ano, dois ...

Geral


 

 

 

 


 

 

 

 

Previsão do Tempo

 

booked.net