Notícias do Litoral do Paraná

Entenda o Ritmo Variável na Vacinação entre as Cidades do Paraná

O ritmo da vacinação está diferente em várias cidades do Paraná. Guaratuba, por exemplo, está vacinando com 55 anos ou mais, enquanto Matinhos já está nos 35 anos.

Segundo o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, o motivo da diferença entre as cidades seria uma orientação do Ministério da Saúde para que os municípios utilizassem a carga disponível para a segunda dose do imunizante como a primeira. "Algumas cidades fizeram isso e ao longo do tempo criou uma disparidade, 195 cidades não fizeram isso, outros 204 fizeram. Quando faltou a segunda dose para os 204 o Ministério repôs, mas isso fez que esses municípios abrissem frente na vacinação", afirmou Beto Preto, em entrevista à RPC. Com as mesmas doses recebidas, cidades com populações semelhantes, que utilizaram a segunda dose da vacina como primeira, acabaram vacinando mais pessoas com a primeira dose.

A distribuição das doses segue critérios de população e faixa etária dos municípios. Cidades que estão vacinando uma faixa etária maior tendem a ter um índice de vacinação na segunda dose maior, em comparação com as que utilizaram toda a carga como primeira dose.

Paranaguá, por exemplo, está com um ritmo mais acelerado da vacinação por causa dos trabalhadores do porto, que receberam o imunizante recentemente.

População adulta vacinada até setembro

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta segunda-feira (14), no Palácio Iguaçu, que toda a população paranaense com mais de 18 anos receberá ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até 30 de setembro. Esse público, não contemplado nos grupos prioritários, é formado por 8.736.014 pessoas. A expectativa leva em consideração a manutenção do cronograma do governo federal.

“Temos trabalhado muito para aumentar o volume da vacinação no Paraná. E, dentro do quantitativo de doses que estamos recebendo semanalmente do Ministério da Saúde, vamos vacinar toda a população acima de 18 anos com uma dose até o fim de setembro e assim ajudar a proteger as famílias paranaenses. É um compromisso do Governo do Estado”, destacou Ratinho Junior.

O governador lembrou que o Paraná conta atualmente com a distribuição de três imunizantes: AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, CoronaVac/Butantan e Pfizer/BioNTech. Para esta semana, é esperada no Estado a chegada de um quarto medicamento: a vacina Janssen, fabricada pelo braço farmacêutico da Johnson & Johnson. Administrada em apenas uma dose, ela será destinada ao grupo prioritário dos trabalhadores da carga pesada.

Guaratuba decreta calamidade pública por conta de problemas ...

O prefeito Roberto Justus (DEM) declarou estado de calamidade pública em Guaratuba em decorrência do serviço prestado ...

Geral

Família perde tudo o que possuía após incêndio

Mãe e filha perderam tudo que tinham após um curto-circuito provocar um incêndio na casa onde moram, na rua Uruguai, ...

Geral

Lázaro é Morto após 20 dias de Operação para Captura-lo

A caçada por Lázaro Barbosa, de 32 anos, acabou na morte do serial killer na manhã desta segunda-feira (28), em ...

Policial

Entenda o Ritmo Variável na Vacinação entre as Cidades do ...

O ritmo da vacinação está diferente em várias cidades do Paraná. Guaratuba, por exemplo, está vacinando com 55 anos ...

Geral

Feriado terá Barreira Sanitária em Guaratuba

As barreiras restritivas começaram a funcionar em Guaratuba nesta quarta-feira (2), nas entrada da cidade do ...

Geral

Novo Decreto Estadual Entrará em Vigor no dia 28 de Maio

Em razão do aumento do contágio da Covid-19 no Paraná e da maior taxa de transmissão do País, o Governo do Estado ...

Geral


 

 

 

 


 

 

 

 

Previsão do Tempo

 

booked.net