Notícias do Litoral do Paraná

Entenda o Ritmo Variável na Vacinação entre as Cidades do Paraná

O ritmo da vacinação está diferente em várias cidades do Paraná. Guaratuba, por exemplo, está vacinando com 55 anos ou mais, enquanto Matinhos já está nos 35 anos.

Segundo o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, o motivo da diferença entre as cidades seria uma orientação do Ministério da Saúde para que os municípios utilizassem a carga disponível para a segunda dose do imunizante como a primeira. "Algumas cidades fizeram isso e ao longo do tempo criou uma disparidade, 195 cidades não fizeram isso, outros 204 fizeram. Quando faltou a segunda dose para os 204 o Ministério repôs, mas isso fez que esses municípios abrissem frente na vacinação", afirmou Beto Preto, em entrevista à RPC. Com as mesmas doses recebidas, cidades com populações semelhantes, que utilizaram a segunda dose da vacina como primeira, acabaram vacinando mais pessoas com a primeira dose.

A distribuição das doses segue critérios de população e faixa etária dos municípios. Cidades que estão vacinando uma faixa etária maior tendem a ter um índice de vacinação na segunda dose maior, em comparação com as que utilizaram toda a carga como primeira dose.

Paranaguá, por exemplo, está com um ritmo mais acelerado da vacinação por causa dos trabalhadores do porto, que receberam o imunizante recentemente.

População adulta vacinada até setembro

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta segunda-feira (14), no Palácio Iguaçu, que toda a população paranaense com mais de 18 anos receberá ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até 30 de setembro. Esse público, não contemplado nos grupos prioritários, é formado por 8.736.014 pessoas. A expectativa leva em consideração a manutenção do cronograma do governo federal.

“Temos trabalhado muito para aumentar o volume da vacinação no Paraná. E, dentro do quantitativo de doses que estamos recebendo semanalmente do Ministério da Saúde, vamos vacinar toda a população acima de 18 anos com uma dose até o fim de setembro e assim ajudar a proteger as famílias paranaenses. É um compromisso do Governo do Estado”, destacou Ratinho Junior.

O governador lembrou que o Paraná conta atualmente com a distribuição de três imunizantes: AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, CoronaVac/Butantan e Pfizer/BioNTech. Para esta semana, é esperada no Estado a chegada de um quarto medicamento: a vacina Janssen, fabricada pelo braço farmacêutico da Johnson & Johnson. Administrada em apenas uma dose, ela será destinada ao grupo prioritário dos trabalhadores da carga pesada.

Pároco da Paróquia São Francisco de Assis Abre as Portas ...

Com esta onda de frio que está acontecendo nestes dias e deve perdurar até domingo o Pároco da Paróquia de São ...

Geral

Homem suspeito de matar ex-namorada em frente aos filhos é ...

De acordo com a delegada de Polícia Civil, Vanessa Cristina, o homem suspeito de ter matado a ex-namorada em frente ...

Geral

Pai mata com golpes de pedra e machado homem que teria ...

Um homem de 28 anos, identificado como Elizeu Budnik, foi encontrado morto embaixo de uma lona no interior da ...

Policial

Guaratuba decreta calamidade pública por conta de problemas ...

O prefeito Roberto Justus (DEM) declarou estado de calamidade pública em Guaratuba em decorrência do serviço prestado ...

Geral

Família perde tudo o que possuía após incêndio

Mãe e filha perderam tudo que tinham após um curto-circuito provocar um incêndio na casa onde moram, na rua Uruguai, ...

Geral

Lázaro é Morto após 20 dias de Operação para Captura-lo

A caçada por Lázaro Barbosa, de 32 anos, acabou na morte do serial killer na manhã desta segunda-feira (28), em ...

Policial


 

 

 

 


 

 

 

 

Previsão do Tempo

 

booked.net