Notícias do Litoral do Paraná

Beto Richa é preso novamente; desta vez, por desvios em obras de escolas no Paraná

O ex-governador do Paraná, Beto Richa,  foi preso pela terceira vez na manhã desta terça-feira (19). A prisão foi feita pelo  Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, Gaeco, do Ministério Público do Paraná. De acordo com informações já apuradas, Richa foi preso em casa, no Mossunguê, em Curitiba.

Também foram presos o ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, Ezequias Moreira, e o empresário Jorge Atherino, que seria o operador financeiro de Beto Richa. 

A prisão foi feita pelo coordenador do Gaeco Leonir Batisti e mais quatro policiais. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do ex-governador e também em imóveis da família Richa em Caiobá, no litoral do Paraná, e Porto Belo, em Santa Catarina.

A prisão de Richa é em razão da  Operação Quadro Negro, que apura o desvio de mais de R$ 20 milhões de obras de escolas públicas do estado.

Segundo o Ministério Público, as fraudes foram cometidas em aditivos de obras fechados com a Construtora Valor, autorizados pela administração pública.

Para o MP, as investigações apontaram, em especial com base nas delações do empresário, dono da Valor, Eduardo Lopes de Souza e do ex-diretor da Secretaria de Educação, Maurício Fanini, que os aditivos foram desnecessários e fraudulentos.

A prisão do ex-governador é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. As primeiras informações são de que testemunhas estariam sendo coagidas e daí o motivo das prisões.

Richa tem salvo conduto concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, para nem ele e nem ninguém de sua família ser preso, mas isso dentro das Operações Integração, que investiga fraudes em pedágio, e na Operação Rádio Patrulha, que investiga desvios no programa Patrulha do Campo.

Richa foi preso pela última vez no dia 25 de janeiro dentro da 58ª fase da Operação Lava Jato. Ele foi solto uma semana depois por decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha.

Fonte Banda B

Athletico é campeão Paranaense 2019 em cima do Toledo

Foto: Jonathan Campos      Com doses de emoção que o Athletico se consagrou bicampeão paranaense. Na tarde deste ...

Esportes

O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região determinou ...

     O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) determinou a redução do preço das tarifas cobradas nas praças ...

Geral

Encenação da Paixão de Cristo em Caieiras marcou Sexta ...

     A encenação de vida, paixão e morte de Cristo foi marcada pela presença de centenas de pessoas que na noite ...

Geral

Câmara de vereadores de Guaratuba e Matinhos tem ...

Os presidentes das Câmaras de Vereadores de Guaratuba Cláudio Nazário e Matinhos Gerson da Silva Junior, através da ...

Política

Justiça suspende interdição realizada pela Prefeitura ...

     O Juízo da Vara da Fazenda Pública de Paranaguá suspendeu o termo de interdição n.º 017/2019 lavrado pela ...

Geral

Ressaca atinge Praia Central e de Caieiras em Guaratuba

   Na tarde dessa quarta (17) a ressaca que atingiu no litoral da região Sul teve efeitos em dois pontos de ...

Geral


 

 

 

 


 

 

 

 

Previsão do Tempo

 

booked.net